Azzedine Alaia apresenta desfile raro em Paris

0
39

Não se sabe ao certo o motivo de Azzedine Alaia ter organizado um desfile, embora nenhum dos convidados realmente se incomodou, pois testemunhar um desfile raro do lendário mestre foi uma grande oportunidade.

 

Azzedine Alaia Couture Outono-Inverno 2017-18 – Azzedine Alaia
 
Executivos da arte e grandes editores aglomeraram a primeira fila do desfile, em Paris. Estavam presentes Fabrice Hergott, diretor do Museu de Arte Moderna de Paris, o proprietário da galeria Kamel Mennour, Sydney Picasso, nora de Pablo Picasso, Jack Lang, e até mesmo o estilista Nicolas Ghesqeière.

 

 

Alaia é conhecido por apresentar suas coleções de forma intermitente, muitas vezes uma ou duas semanas após a temporada oficial  quando todos os compradores e editores já deixaram a cidade. Desta vez, ele apresentou fora do calendário, na quarta-feira (6), dia em que estavam agendados os desfiles de Jean-Paul Gaultier, Valentino e Fendi.

 

 

Desde o início do desfile, as 400 pessoas presentes estavam animadas, com Naomi Campbell desfilando em um vestido de lã branca. Quando a modelo chegou ao final da passarela, a multidão saltou aos seus pés. Alaia nunca foi de desperdiçar dinheiro, então os penteados apresentados foram uma série de wraparounds em plástico preto e branco em forma de chapéus. Ele não explorou novos terrenos, mas grande parte do que mostrou foi excelente.

 

 

Poucas pessoas esculpem roupas como Alaia, cujas combinações de metais flexíveis, tiras de couro e tecidos criam roupas poderosas. Ele trouxe uma série de casacos e jaquetas em cobra unidos com micro ilhós que levantaram paixões no evento, realizado na sede de Azzedine, datada do final do século XIX, na região do Marais. As mulheres de Alaia conseguem parecer que poderiam conquistar o mundo e ao mesmo seduzir. É por isso que ele é um grande designer, uma homenagem à França e uma jóia em Paris.
 
 
 
 
 
 fonte: fashionnetwork