Fórmula da Escova Inteligente

0
34

Cuidar do cabelo é uma especialidade quase que feminina, embora os homens, atualmente, também estão dando a devida atenção aos seus fios de cabelo. Ultimamente, tantos os homens quanto as mulheres recorrem aos salões para encontrar modos fáceis e econômicos de alisar seus cabelos, a fim de ficar mais fácil para realizar penteados ou, simplesmente, para ficar com os cabelos lisos.

 

No entanto, algumas dessas fórmulas para deixar o cabelo mais liso causam muitos danos ao cabelo, alguns, inclusive, causam sérios problemas à saúde de quem recebe tais químicas. Muito se tem falado sobre o uso do formol em produtos de beleza, e há um debate entre os pesquisadores para procurar métodos menos agressivos que o do formol que pode, até mesmo, matar.

Ultimamente, as grandes marcas de cosméticos buscam meios de eliminar o uso de formol em seus produtos, e os salões de beleza por todo o Brasil também buscam fazer o mesmo. No entanto, existe um modo de alisar os cabelos sem o uso de químicos agressivos como o formol, e que promete trazer mais brilho e força aos cabelos: estamos falando da fórmula da escova inteligente, que pode ser feita tanto em casa como no salão. No nosso artigo de hoje, iremos falar um pouco mais sobre essa técnica, bem como algumas informações interessantes sobre a prática, que vem ganhando cada vez mais adeptos. Vamos lá?

A Escova Inteligente

É comum vermos em vários salões de beleza mulheres buscando fórmulas de deixar os cabelos mais lisos o maior tempo possível. E, para isso, recorrem às escovas progressivas, que prometem deixar o cabelo liso pelo maior tempo possível, por um preço não muito caro, mas não muito barato (alguns salões chegam a cobrar até 200 reais pelos trabalhos de progressiva), o que pode fazer com que muitas mulheres recorram a esses métodos.

No entanto, como já dito, tais técnicas podem danificar e causar sérios problemas de saúde as mulheres que recorrem a eles. Muitas são as notícias de mulheres que perderam os cabelos, tiveram o couro cabeludo queimado ou até mesmo vieram a falecer por conta de alergias com o formol.

A internet é um local onde se pode localizar, de tudo, não é verdade? Em uma rápida pesquisa, pipocam resultados para o assinto “como fazer uma escova sem formol”. E, em um desses resultados, aparecem a Fórmula da Escova Inteligente.

A Escova Inteligente é assim chamada por conta que, em sua substância, não são localizados traços de formol, agindo no couro cabeludo e tendo um efeito gradativo. Além de recuperar os fios, a escova inteligente ainda o alisa, mas não de imediato. Outra vantagem dessa escova é que ela pode ser utilizada sem problema com outras químicas, como tinturas, permanentes, e outros, sem prejudica-las. No entanto, ela não é compatível com algumas químicas. Se optar por essa escova, pesquise quais são as que não são compatíveis com ela, para evitar transtornos e problemas futuros.

Outro benefício propiciado pela escova inteligente é que ela aumenta o brilho dos cabelos e diminui o seu volume, alisando- o gradativamente, pois o processo é feito aos poucos. Apesar de o produto não ser um problema com tinturas, é recomendado que, se você tiver pintado seus cabelos recentemente, espere pelo menos dez dias para iniciar o tratamento nos cabelos com a escova inteligente.

A escova inteligente, em números, ganha das outras fórmulas de escova, mas perde no preço. O seu processo dura de uma a uma hora e meia, apenas para ser totalmente aplicada no cabelo. Tem duração média de três meses mas tem preço estimado entre 250 a 800 reais dependendo do salão onde é feito.

A Fórmula da Escova Inteligente

São utilizados na escova inteligente 50 ml de queratina que pode ser em gel ou líquido; aproximadamente 80 ml de soro glicosado a 0,5%, que é encontrado facilmente na farmácia; 30 ml de defrizante, um frasco de shampoo que seja anti-resíduo; uma chapinha de cerâmica com íons, na temperatura de até 170 °C e, por fim, um secador.

Para fazer a escova, é necessário lavar os cabelos com o shampoo anti-resíduo por, pelo menos, duas vezes. Depois, deve-se enxaguar todo o cabelo para que o shampoo possa ser retirado de uma vez em sua totalidade.

Logo após, deve-se retirar o excesso de água dos cabelos com a ajuda de uma toalha. Após esse processo, reúna todos os ingredientes listados acima (menos o shampoo) em um recipiente de vidro ou de plástico (não pode ser de alumínio), misturando-os bem e, depois, colocando em um recipiente borrifador- aquele utilizado pelos cabelereiros para molhar os cabelos- para poder dar início ao tratamento.

Ao misturar todos os elementos e colocá-los no borrifador, comece a escova: divida o seu cabelo em duas partes, para melhor aderência do produto, utilizando do borrifador para aplicar o produto em seus cabelos – mecha por mecha- utilizando um pente que tenha os “dentes” finos para que a o líquido borrifado tenha uma homogênea distribuição pelos fios.

Depois de colocar o líquido nas mechas, pegue o secador e uma escova e comece a secar o cabelo, fazendo isso em todas as mechas feitas por você. Logo após esse procedimento, divida de novo o seu cabelo em duas partes, passando a prancha alisadora por cima de cada mecha, em um total de oito vezes.

Para que o procedimento dê certo, é necessário que o cabelo não seja preso e nem colocado atrás das orelhas, por um período de três dias. Nesse período, também, não se pode lavar os cabelos, o que deve ser feito só depois de três dias – sem contar o dia da aplicação- para que o resultado apareça.

A escova inteligente, porém, não pode ser realizada frequentemente, sendo que o processo só pode ser realizado de três em três meses, com o objetivo de não agredir os fios de cabelo, dando um tempo para eles se regenerarem da química utilizada e de outros danos.

Para cabelos ondulados, ou aqueles “indefinidos”, onde não se sabe se é liso ou cacheado, a escova inteligente pode dar bons resultados e, de quebra, resultar em um ótimo efeito no cabelo.